Categorias
Artigos Espirito Querido Diário Reflexão

Meu pai + minha mãe = Eu!

Meu pai + minha mãe = eu!

Hoje com 36 anos, eu sei que sou bem diferente da pequena criatura que minha mãe deu a luz, e que meu pai desistiu de ensinar a jogar tênis. Só que ainda sou 50% de cada um deles. E serei para sempre. A constelação sistêmica nos ensina que tudo é sistêmico. O que está em nosso campo morfológico vem dos nossos ancestrais.

Se eu fosse narrar cada uma das características que eles possuem e que eu herdei, teria que narrar as boas e as nem tão boas, então deixo para quem os conhece fazer essa síntese e imaginar quem eu sou. Quando olhamos para traz precisamos ser capaz de agradecer por cada um dos aspectos, positivos ou negativos, pois sem eles não teríamos a oportunidade de estar onde estamos.

Precisamos de todos os detalhes para nos compor. Não podemos esconder nada de nós mesmos. Quando tentamos negar uma característica ou outra, passamos a nos ignorar quase que por completo. Um ponto no escuro, e lá se vai o autoconhecimento. É preciso clarear as dores e as alegrias, e saber ser grato por ambas.

Ok, parece discurso de bar, ou filosofia barata. Mas é real! Quando abraçamos nossa luz e nossa sombra somos completos. Isso não significa que um dos seus genitores é luz e outro sombra, nada disso, ambos são os dois, luz e sombra, assim como eu e você.

Se você nega suas origens, nega a si mesmo, se nega a seus defeitos em detrimento de suas qualidades, nega igualmente a si mesmo, logo, é preciso se aceitar por completo.

Eu não poderia ter pais diferentes dos meus. Sou parte criatura deles. E logo, só existo em função deles. Os amo completa e profundamente, não só porque devo, mas porque quero. A cada ano que passa tento aprender novas formas de me conectar comigo, para poder me conectar com eles, e isso vai me fortalecendo cada vez mais. Bom, não deve ser a toa que um dos 10 mandamentos é honrar pai e mãe…

Enfim, não se deixe em pedaços, se torne inteiro. Independente da sua história com seus pais ser boa ou ruim, ela é a sua história! Honre-a!