Categorias
Mente e Criatividade

A mente humana – parte 2

Sempre foi observar, entender e me adaptar. As vezes era, analisar, não entender e me rebelar. A cabeça das pessoas é um cenário difícil para compreensão do enredo, algumas vezes elas falam uma coisa e querem outra, outras querem e não falam, outras nem querem e nem falam, mas parecem querer.

Desde pequeno (e se você leu o que eu escrevi antes em #queridodiario, no site ou nas redes sociais já sabe disso) a mente humana me interessa, pelas minhas loucuras e pelas delas! Na faculdade, através da comunicação, eu pude explorar bastante o lado teórico dessa experiência, e hoje, através da psicanálise posso me aprofundar ainda mais.

A gente tem mania de falar que cada um é uma pessoa diferente, e aos poucos vou me dando conta de que somos mais parecidos do que imaginamos. Fomos programados para a sobrevivência. Realizamos uma série de façanhas para nos mantermos vivos, ou mantermos viva a ideia de quem somos. Você ficaria surpreso da quantidade de pequenas coisas do nosso dia a dia, fora a alimentação e as coisas óbvias, que são do campo da sobrevivência. Ritualizamos tanto, evoluímos tanto como sociedade, que certas nuances desse fator ficam ali na moita, esperando a hora certa para ser mascarada por um comentário sutil ou um aperto de mão.

A mente humana, meus amigos, é um lugar incrível. Para a luz e para as trevas. Um lugar a explorar, a desenvolver e principalmente, semear com boas ideias!

foto by: http://www.instagram.com/deh.do